Megamax.com                     Megamax Top                 Estilo Vip Net

Comprar

Logo_Homepage     Logo_Homepage     Logo     Logo 120x60     logo Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo Avon     Logo Logo     Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo - Homepage

Ariany Nogueira, a bailarina do Latino fala pela 1ª vez após levar tiro




Ariany Nogueira, a bailarina do Latino que foi baleada na madrugada do sábado, 3, durante uma suposta tentativa de assalto na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio, falou pela primeira vez após o ocorrido, por telefone, a parananense contou detalhes do drama que viveu.
"Estava a caminho da Barra da Tijuca, onde iria encontrar a equipe para um show. Quando cheguei na Cidade de Deus, vi dois carros e uma moto e achei estranho. Dei seta e ia para outra pista, daí a moto ficou na minha frente, como se tivesse procurando alguma coisa. Vi que ele tirou a arma da cintura, abaixei e acelerei. Não abaixei o vidro como disseram, não reagi, só abaixei e aceleirei. Também não ouvi o barulho do tiro.


Quando levantei, percebi que estava sangrando muito. Não senti dor, não senti fraqueza, mas coloquei a mão no local do tiro e borbulhava sangue. Só consegui pensar: 'Não acredito que tomei um tiro'. E fui procurar ajuda", relembra.
Ariany Nogueira, a bailarina do Latino fala pela 1ª vez após levar tiro
Ariany conta que seguiu até um posto de gasolina onde foi socorrida por funcionários do local. Foi nessa hora que ela se desesperou e pensou no pior: "Cheguei no posto, deitei no chão e pedi ajuda. Os funcionários foram muito prestativos, ligaram para a ambulância e ficaram conversando comigo, para eu não dormir. Fiquei 40 minutos agonizando, achei que fosse morrer. O terror maior foi saber se iria viver ou não. A ambulância demorou muito a chegar. Fiquei o tempo todo acordada, o funcionário foi muito prestativo, quero voltar lá e agradecer".

Do posto de gasolina, Ariany seguiu para o hospital Lourenço Jorge onde foi atendida e ficou internada até a terça-feira, 6. Apesar do bom atendimento por parte dos médicos, a bailarina relatou ter sido destratatada por parte da equipe de enfermeiros. "Se eu puder, vou montar uma ONG, algo que conscientize que o amor ameniza a dor. Os médicos me trataram bem, não tenho do que reclamar do hospital, mas alguns enfermeiros eram grosseiros, faltou preparo não só comigo, mas com as senhorinhas que estavam internadas na mesma ala que eu e isso me aterrorizou. Fiquei muito mais doente durante o tempo em que estive lá".

Depois de receber alta médica na quarta-feira, 7, a morena está hospedada na casa da amiga Elaine, também bailarina de Latino. A mãe de Ariany veio para o Rio na segunda, 6, e está ao lado da filha. "Minha família é toda do Paraná, não tenho ninguém aqui no Rio e estou na casa da Elaine, ela está me ajudando muito"., agradece ela.

Segundo Ariany, o cantor Latino está arcando com as despesas e vai pagar ainda a continuidade de seu tratamento em um hospital particular. "Graças a Deus o Latino não é só um patrão, ele é um pai. Ele está arcando com tudo. Me ligou hoje e está muito triste, vai gravar um clipe do qual eu participaria e não vou estar mais", lamenta.

Ariany Nogueira, a bailarina do Latino fala pela 1ª vez após levar tiro

Ariany, que tem 28 anos, voltará ao hospital na sexta-feira, 9, onde fará exames e saberá se terá ou não que manter a prótese de silicone onde a bala continua alojada: "Estou bem, fora de perigo, vou amanhã a um hospiatl particular. Sinto algumas dores, ainda não posso falar muito, estou em fase de recuperação. O médico disse que estou fora de risco, mas existe uma camada de sangue em volta do fígado, o que causa preocupação. Não quero ficar com a prótese, mas ainda não sei o que o médico vai dizer ou se há algum risco caso eu tire".

Ela reclamou de descaso no atendimento público e elogiou o patrão: Ele está bancando tudo'.




0 Response to "Ariany Nogueira, a bailarina do Latino fala pela 1ª vez após levar tiro"

Postar um comentário